Publicações & Notícias
Bial lança novo medicamento

A Bial reforçou a sua presença nas filiais alemã e inglesa para acelerar a sua internacionalização. Novo medicamento deverá ser comercializado em Portugal apenas em 2017.

O grupo BIAL iniciou a comercialização na Alemanha e no Reino Unido do seu novo medicamento ONGENTYS® (opicapona) para o tratamento da Doença de Parkinson.  O novo medicamento BIAL, aprovado em junho pela Comissão Europeia, reduz o chamado período OFF-time em doentes de Parkinson, período que se caracteriza por um estado de profunda imobilidade dos doentes.

A Alemanha e o Reino Unido são os primeiros países a comercializar o ONGENTYS®. O novo medicamento BIAL deverá estar disponível durante o próximo ano em outros mercados europeus, incluindo em Portugal. 

Para reforçar a sua estratégia de internacionalização e assegurar a comercialização dos seus medicamentos, BIAL abriu em 2015 filiais em Frankfurt e em Londres. Na Alemanha, BIAL conta já com uma equipa de 40 pessoas e de 15 no Reino Unido, essencialmente equipas de vendas e gestores médicos. 

A Alemanha tem 260 mil doentes com Parkinson, num mercado avaliado em 400 milhões de euros, e no Reino Unido existem 120 mil pacientes, num mercado de 165 milhões de euros.

“Os estudos realizados mostram que ONGENTYS® representa uma nova opção de tratamento, segura e eficaz, e com a vantagem de ser de uma só toma diária, como terapêutica adjuvante em pacientes adultos com doença de Parkinson e flutuações motoras que não estão controlados com outras terapêuticas”, refere António Portela, CEO da BIAL. 

“Estamos muito satisfeitos por este novo medicamento BIAL estar já disponibilizado na Alemanha e no Reino Unido, países onde abrimos recentemente filiais. O ONGENTYS® é o resultado de um forte e longo esforço do nosso laboratório na investigação científica na área das neurociências. Este novo medicamento reflete a nossa aposta em I&D, o nosso projeto de internacionalização e, naturalmente, o concretizar da nossa missão de procurar soluções para os problemas de saúde das pessoas em todo o mundo.”

A Associação Europeia da Doença de Parkinson (EPDA) estima que 1,2 milhões de pessoas na União Europeia sofrem da doença de Parkinson, incluindo 22 mil portugueses. Descrita pela primeira vez em 1817, a doença de Parkinson é altamente incapacitante e afeta as faculdades motoras dos seus portadores.  A molécula do ONGENTYS® começou a ser estudada por BIAL há 11 anos. É o segundo medicamento de patente portuguesa a chegar ao mercado, depois da comercialização de ZEBINIX® (acetato de eslicarbazepina) para o tratamento da epilepsia, já disponível na Europa e nos Estados Unidos.

 A BIAL é uma farmacêutica internacional com produtos disponíveis em mais de 50 países. A procura de novas soluções terapêuticas constitui há mais de duas décadas a grande aposta da empresa, que anualmente canaliza para I&D cerca de 20% da sua faturação, o que tem representado mais de 40 milhões de euros.

Saber +

Destaques
 
Notícias

Os 5 km mais felizes do planeta passam a designar-se The Color Run Sport Zone, com corridas marcadas para Coim (...)

Tabaco e álcool aumentam entre 30 a 100 vezes o risco de cancro oral, que é osexto mais mortífero, com uma (...)

Marca de confiança dos portugueses, a Zippy comemora 10 anos com muitos descontos e prémios para os seus cli (...)

DreamConf ou 1ª Conferência de Sonhadorismo é como se chama a iniciativa promovida pelo Festival do Secund (...)

A Sábado desafia os leitores a tornar o planeta mais verde. A capa é feita com sementes para plantar. Litera (...)