BA&N
Research Unit.

Resultados da Altri quase duplicam no primeiro trimestre

24 Maio, 2021

A Altri registou um resultado líquido de 13,2 milhões de euros no primeiro trimestre de 2021, valor que representa um crescimento de 93,7% face ao período homólogo de 2020.

Neste período, as receitas totais atingiram 179 milhões de euros, valor que compara com 165,7 milhões verificados um ano antes. O EBITDA, ou resultado operacional, aumentou 19,1%, para os 39,5 milhões de euros, neste período. O EBITDA no segmento das unidades de produção de para ascendeu a 32,7 milhões de euros, ou seja um crescimento de 29% face aos primeiros três meses de 2020, beneficiando da evolução dos preços nos mercados internacionais. Já a GreenVolt, unidade de energias renováveis, registou um EBITDA de 6,8 milhões de euros, valor que compara com os 7,8 milhões registados um ano antes, explicado pela paragem programada de duas das suas unidades.

“Ao nível dos resultados, foi um trimestre em que já se refletiu a inversão dos preços da pasta nos mercados internacionais, após um período de dois anos de prolongada quebra. Nesse sentido, a Altri conseguiu aumentar as vendas dos seus produtos, sobretudo nos mercados internacionais, destino de mais de 86% da totalidade da nossa capacidade produtiva, e melhorar substancialmente os resultados comparativamente com o período homólogo”. Afirma José de Pina, CEO do Grupo no comunicado de divulgação dos resultados.

O primeiro trimestre de 2021 assistiu a uma progressiva recuperação da procura na generalidade dos mercados, acompanhada por sucessivos anúncios de aumentos de preço. Ao dia de hoje, o preço da tonelada de pasta atingiu 1.090 dólares. Não obstante, nos primeiros três meses do ano, o preço médio pelo PIX situou-se nos 767 dólares por tonelada.

A Celbi, Celtejo e Caima produziram, neste período, 280,4 mil toneladas, tendo a Altri colocado no mercado 304,6 mil toneladas, mais 6,1% que no período homólogo e de 12,3% comparativamente ao quarto trimestre.

A produção de energia elétrica através de biomassa florestal, assegurada pela GreenVolt – Energias Renováveis, durante este trimestre, atingiu cerca de 179,2 MWh, representando um decréscimo de 2,8% face ao período homólogo, totalmente explicado pela paragem programada das centrais de Constância e da Figueira da Foz.

Nos primeiro três meses do ano, a empresa investiu 7,1 milhões de euros, nas suas área de negócio.

 

ALTRI RENOVA COMPROMISSO COM A SSTENTABILIDADE

A Altri definiu quatro vetores estratégicos de desenvolvimento que centram a sua atividade e os seus futuros investimentos: Desenvolver e Valorizar a Floresta; Apostar na Excelência Operacional e na Inovação Tecnológica; Valorizar as Pessoas e afirmar a Sustentabilidade Como Fator de Competitividade.

Com base nesta estratégia, foram identificados os principais objetivos de sustentabilidade para o Grupo, alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Nações Unidas, e ainda com as expetativas dos stakeholders. Tendo estas sido identificadas com base nos resultados de uma auscultação realizada no final de 2020. Culminando assim no desenvolvimento do “Compromisso 2030” do Grupo Altri.

Últimas Publicações